Mídias out of home: 4 motivos para investir nessa estratégia

Você esta em://Mídias out of home: 4 motivos para investir nessa estratégia

Mídias out of home: 4 motivos para investir nessa estratégia

A era da informação trouxe as pessoas para o mundo virtual, fazendo muitos empreendedores investirem em marketing digital. Porém, alguns meios de veiculação fora da internet ainda são eficientes para atrair o consumidor, como é o caso das mídias out of home (MOOH).

Elas são vistas em bares, restaurantes, ruas, academias, e promovem a identidade visual da sua marca. Consequentemente, suas chances de conquistar o mercado e expandir as operações são maiores.

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura deste artigo e confira por que investir nas mídias out of home é tão vantajoso para o seu negócio.

O que são mídias out of home?

Você provavelmente já foi influenciado por uma delas, mas não associou a prática ao termo técnico. Exemplos dessa modalidade são as telas eletrônicas nos caixas dos supermercados promovendo determinado produto ou serviço do estabelecimento.

A tradução literal de “Out of home” é “fora de casa”, logo, as mídias out of home são as veiculadas nas ruas, aeroportos, elevadores, topo e lateral de prédios, meios de transporte como ônibus e metrô, relógios em vias públicas, estabelecimentos comerciais e bicicletários. Estamos falando de cartazes, painéis, embalagens e outdoors.

Uma pesquisa feita pelo Grupo de Mídia São Paulo, em 2018, revela a importância dessa estratégia na divulgação das marcas, sendo a terceira mais notada pela população — TV aberta e mídia digital ocupam, respectivamente, a primeira e a segunda posição.

As MOOH são especialmente impactantes para as classes E, D, C2, C1 e B2, que correspondem a 86% do público total consultado. Além disso, consumidores das mais diversas faixas etárias, dos 10 até os 65 anos ou mais, são influenciados por elas.

A importância da identidade visual

As mídias out of home precisam ser uma extensão do seu empreendimento. Por essa razão é tão importante escolher um nome condizente com seu ramo de atuação, caprichar na logo e construir a imagem da sua marca.

Cores, formas e tipografia servem para moldar a identidade visual da empresa e não se limitam à estética, pois também transmitem o propósito do seu negócio e são cruciais para o posicionamento no mercado.

Por isso, deve haver padronização tanto no material impresso quanto no eletrônico: assim o consumidor identifica facilmente a sua marca em painéis, outdoors, embalagens e pontos de ônibus.

Quais são as vantagens das mídias out of home?

Os empreendedores mais antenados já entenderam que não basta se limitar ao marketing digital para conquistar clientes e ganhar espaço no mercado. As MOOH trazem alguns benefícios específicos e justificam o investimento nelas.

1. Maior alcance

Sabia que 1,5 milhão de cidadãos passa pela Avenida Paulista todos os dias? Essa área paulistana é só um exemplo de quantos consumidores as mídias out of home podem atingir.

Atualmente, as pessoas ficam muito mais tempo fora do que dentro de casa. Moradores de regiões metropolitanas do Brasil levam, em média, 40 minutos para se deslocar de suas residências até o local de trabalho, segundo levantamento do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

Espertos são os empreendedores capazes de utilizar esse período de exposição do consumidor ao espaço público para consolidar sua marca ou evento (peça teatral, show ou filme, por exemplo). Além de atingir o alvo, você também pode conquistar novos compradores, tamanho o alcance das mídias out of home.

2. Segmentação do mercado

Esse ponto não nega o anterior: tudo depende da estratégia de implementação do modelo de marketing em questão. Supondo que você seja dono de uma loja de calçados, é possível divulgá-los nos painéis eletrônicos de relógios de rua, alcançando várias pessoas, ou em ambientes internos, como nas academias.

A segunda opção é exemplo de como as mídias out of home servem para segmentar o mercado, pois você pode atrair o aluno matriculado com a propaganda de tênis esportivos. Afinal, essa sua linha de produtos é condizente com o espaço fitness frequentado pelo consumidor.

Da mesma maneira, lojas de roupas podem ser divulgadas em shoppings e salões de beleza, em palestras sobre saúde e bem-estar. O alinhamento do produto ou serviço com o lugar de veiculação consolida a marca perante o público-alvo.

3. Flexibilidade geográfica

Não faz sentido investir em propaganda na TV aberta se você tem um negócio local e ainda está na fase de conquistar a clientela do bairro. Tal medida poderia gerar uma demanda muito superior à sua capacidade produtiva e, em vez de otimizar a receita, afundar o seu empreendimento.

As mídias out of home permitem a delimitação do espaço geográfico onde a marca será divulgada, abrangência que pode ser revisada conforme a empresa cresce e consegue atender uma quantidade maior de pessoas.

Ações de marketing locais, regionais ou nacionais precisam ser pensadas de acordo com a situação econômica e as estratégias da gestão. A propaganda em outdoors e pontos de venda é um exemplo de como esse controle pode ser feito.

4. Bom custo-benefício

As mídias out of home se destacam nesse aspecto justamente pela capacidade de atingir um amplo grupo de pessoas em ambientes externos, justificando os investimentos nessa modalidade.

Invés de pagar para ter dois minutos de divulgação em TV aberta, seu produto ou serviço pode ficar exposto permanentemente por semanas ou meses nas laterais de prédios ou em estações do metrô.

As mídias out of home também permitem escolher o perfil mais adequado ao seu planejamento e às suas intenções. Painéis eletrônicos, por exemplo, podem exibir a propaganda por mais tempo que os outdoors (normalmente limitados a duas ou três semanas).

Quando adotar essa estratégia?

Conquistar nichos específicos, o grande público, mercados locais ou mais abrangentes: não importa a finalidade, você pode direcionar as MOOH à favor do seu negócio. Não é a toa que se estima em US$ 5 bilhões o total de investimentos nessa estratégia de marketing até 2022.

Não se trata de abandonar a veiculação na rede mundial de computadores e dispositivos móveis, importante aliada do empreendedor na era digital, mas de utilizar os espaços públicos e outros estabelecimentos relacionados ao seu negócio para divulgar a marca.

Segundo a pesquisa do Grupo de Mídia São Paulo, a complementaridade já vem sendo feita por quem investe em TV aberta e por assinatura, internet, rádio, jornal e revista (impressos e virtuais), cinema e teatro.

As mídias out of home ainda podem ser uma extensão da sua presença digital, útil à consolidação da marca e à sensação de amparo e suporte ao consumidor, que nota a presença da empresa no mundo online e offline.

Investir em múltiplos canais de comunicação com o cliente em potencial aumenta suas chances de transformá-los em compradores dos seus produtos ou usuários dos seus serviços. Além disso, favorece o crescimento do seu negócio no mercado.

Depois de tantos benefícios, que tal usar as mídias out of home como diferencial no seu segmento de atuação? Utilize-as como forma de fortalecer e propagar sua marca, aliando-as às suas estratégias de gestão empresarial.

Falando em marketing, confira neste post algumas estratégias de buzz marketing para influenciar as pessoas a fazerem comentários positivos sobre o seu negócio.

2019-06-11T11:12:11-03:0011 . jun . 2019|Categories: Blog, Dicas|

Deixe um comentário