Mudar o estilo do seu negócio certamente gera uma série de dúvidas, especialmente quando se trata de um mercado cada vez mais competitivo. Assim sendo, apostar no reposicionamento de marca é uma tarefa que demanda muito trabalho e dedicação. No entanto, não é preciso se preocupar com isso, pois com um planejamento bem feito e a ajuda de dicas valiosas fica muito mais fácil encontrar um novo estilo!

Para tanto, esse modelo de mudança deve ser realizado de forma estratégica para que a sua marca continue a criar vantagem competitiva frente aos concorrentes, fidelizar os clientes e alavancar as vendas. Assim, basta identificar as carências do seu segmento e focar nas necessidades do público-alvo com qualidade e atenção.

Se você quer saber mais sobre o assunto, continue a leitura e confira as 6 principais estratégias para um reposicionamento de marca eficiente. Acompanhe!

1. Entender o posicionamento atual

Durante o processo de reposicionamento de marca é muito importante entender o posicionamento atual e achar o espaço ideal do seu negócio frente às atividades do setor. Isso porque o mercado enfrenta uma série de mudanças todos os dias, e aquele que não acompanha e se adapta, fica para trás.

A verdade é que o segredo está em fazer a diferença na vida das pessoas e se destacar com a oferta de um produto ou serviço de qualidade.

Nesse cenário, o papel do gestor envolve encontrar desafios e demandas que o negócio seja capaz de suprir com um atendimento diferenciado e focado na oferta de experiências diferenciadas e eficientes.

2. Pesquisar o mercado

No entanto, se você quer compreender melhor onde a sua marca está e, especialmente, deseja saber aonde ela pode chegar, é crucial pesquisar o mercado. Afinal, não existe ninguém melhor do que o seu próprio cliente para dizer exatamente qual é a atual percepção e o que ele espera para o futuro.

Por isso, utilize pesquisas de mercado para saber como a sua marca é vista e compreender os atuais interesses do consumidor. Dessa forma, torna-se viável executar uma atualização em função dos interesses do seu perfil de usuário.

3. Ouvir o que o público tem a dizer

Conhecer muito bem o seu público e ouvir o que ele tem a dizer é a melhor maneira de conseguir se tornar uma referência. Para tanto, traçar um perfil detalhado do seu consumidor deve ser o primeiro passo do processo de reposicionamento de marca.

A partir de informações passadas pelos próprios clientes e dados completos, basear o cronograma de marketing nas preferências e interesses de forma segmentada fica muito mais fácil.

Isso porque, no momento de uma compra, não raro, a pessoa escolhe a marca com a qual mais se identifica, ainda que seu preço seja mais alto. Esse processo ocorre por conta do conceito desenvolvido com o olhar do próprio cliente. Toda a operação deve ser focada em agregar valor ao produto e mostrar o cuidado tanto nas vendas quanto no pós-venda.

4. Reforçar os valores

No momento em que você criou a sua marca, certamente também definiu os objetivos dela, não é mesmo? Dessa forma, na hora de reposicioná-la é muito importante que você os reforce junto a todos.

Por exemplo, se respeitar o meio ambiente faz parte dos valores da sua empresa, jamais fale nada ao contrário! Porque ao se contradizer, a organização não só ficará sem seus clientes antigos como também será percebida com desconfiança pelos futuros consumidores.

Para iniciar uma relação de confiança com o público é preciso investir com foco e ser coerente com o conceito adotado. Assim sendo, o objetivo de alcançar engajamento se torna praticamente uma consequência natural do planejamento com base em uma política congruente.

5. Entender as atualizações

Um negócio que busca um reposicionamento de marca de maneira relevante deve acompanhar as novidades do mercado. Para tanto, precisa manter conexão em diferentes redes sociais e utilizar uma linguagem que seja compatível com o perfil do público. No intuito de ajudar na divulgação, o planejamento precisa abordar levantamentos de marketing digital, como a produção de conteúdo.

Afinal, outro aspecto muito importante é usar a tecnologia a favor do engajamento. Não se esqueça que, atualmente, com a enorme facilidade de acesso, as páginas virtuais funcionam como um verdadeiro e poderoso ponto de referência sobre qualquer produto ou serviço oferecido.

Nesse cenário, algumas críticas ferrenhas fatalmente comprometem a imagem de uma marca com a mesma intensidade que ela talvez seja recomendada positivamente. Dessa maneira, é preciso ter cuidado ao fazer o monitoramento do objetivo, além da necessidade de ele estar alinhado com a política interna da empresa.

Afinal, não adianta criar uma página bacana em uma rede social e depois se esquecer dela ou abandoná-la, deixando os usuários sem respostas e sem solução. Agir assim só fará com que a sua marca obtenha uma repercussão negativa.

6. Fazer um planejamento com a equipe

É preciso conversar com seus colaboradores sobre a estratégia de branding da sua empresa, afinal, muitas ideias incríveis estão onde menos se espera. E o motivo disso é simples, visto que o time, principalmente aquele que está em contato direto com o consumidor, certamente tem muitas opiniões e sugestões criativas e inovadoras para a sua nova marca.

Além disso, ele é capaz de auxiliar você a pensar em como satisfazer o cliente, pois entende melhor o que o consumidor busca.

Nesse sentido, durante as reuniões de planejamento, exiba cases de sucesso para motivá-los. No Brasil, temos como ótimos exemplos marcas grandes que conseguiram se reorganizar e mudar todo o conceito do negócio, como a Natura, Melissa e Havaianas.

Portanto, a dica é pesquisar bastante sobre o assunto e usar um enredo que tenha um produto mais próximo ao do seu empreendimento. Dessa forma, a mensagem é transmitida com clareza, a fim de alinhar o objetivo final da proposta.

Como vimos, o reposicionamento de marca deve ser feito por meio de uma estrutura adequada e de um bom planejamento. Além disso, é preciso contar com o auxílio de profissionais de marketing e publicidade experientes para que a sua estratégia seja bem-sucedida.

Se você gostou deste artigo sobre reposicionamento de marca, confira nosso próximo conteúdo e aprenda como fazer um plano de marketing em 6 passos!

Powered by Rock Convert