Se um dos seus objetivos é comunicar-se melhor com seus clientes e criar uma estratégia de marketing digital que realmente dê resultados, você não pode deixar de conhecer a mídia programática. Afinal, estamos falando de uma mídia capaz de ajudar a sua empresa a alcançar mais pessoas, e, assim, colaborar para o aumento das vendas.

Mas o que é mídia programática? Neste artigo, contaremos tudo o que você precisa saber sobre o assunto, desde o conceito até o passo a passo de como lançar uma campanha a fim de usá-la a seu favor. Confira!

O que é mídia programática?

Quem apenas navega pela internet ou até mesmo faz anúncios online sabe que existem diversos sites que oferecem espaços para compra de mídia, os chamados publishers.

Com o objetivo de tornar o processo de compra e venda desse formato mais rápido e eficiente, a mídia programática é uma forma de automatizar essa comercialização, por meio de algumas ferramentas.

Dessa forma, todos os entraves são eliminados, como a inclusão manual de anúncios e negociações entre anunciante e publisher, entre outras atividades mais morosas. Tudo acontece por meio de uma espécie de “leilão”, em que o anunciante que der o maior lance conquista o espaço de divulgação desejado.

Esse tipo de formato de publicidade nasceu com o intuito de atender às demandas das plataformas digitais, mas hoje também se estende para os chamados meios de marketing offline.

Nos últimos anos, a mídia programática tem avançado de maneira significativa em mercados mais maduros, como o dos Estados Unidos. Para ilustrar, em 2018, de acordo com dados da E-marketer, aproximadamente 80% das vendas provenientes de anúncios digitais foram realizadas por meio desse modelo.

Qual o papel da mídia programática no mercado consumidor?

Atualmente, para que um empreendimento tenha sucesso, é essencial que os profissionais de marketing coletem dados. Assim, o poder desses dados é considerável, visto que com eles é possível obter informações fornecidas pelos próprios usuários, além de ter a chance de analisá-las. Tudo isso resulta em insights que aumentam o valor da marca.

Ao fazer a análise de todos os tipos de dados dos consumidores, que podem ser comportamentais e demográficos, torna-se viável compreender o comportamento de compra e a experiência do indivíduo ao longo do tempo.

Por isso, em vez de comprar mil impressões de uma só vez em um site e se comprometer com isso durante determinado período de tempo, uma empresa consegue comprar mil impressões segmentadas em diversos publishers para atingir exatamente o seu público-alvo.

Quais as vantagens dessa mídia sobre outros formatos?

Se antes o grande atrativo desse tipo de mídia era o aspecto do custo, hoje essa realidade mudou. De fato, o que interessa é o emprego dos recursos digitais para o refinamento da segmentação utilizada nas campanhas. Em outras palavras, o que tem dado sustentação ao crescimento desse formato pelo mundo todo é a eficiência, com base na qualidade da entrega e na precisão da programação.

Nesse sentido, a mídia programática é uma excelente maneira de atingir o seu público-alvo com mais competência, visto que a ferramenta proporciona a segmentação. Ou seja, com menos esforço manual, ela atinge as pessoas certas na hora certa.

Outra vantagem está ligada ao fato de que quem investe nesse modelo tem mais tempo livre para elaborar novas estratégias e campanhas, além de maior objetividade e chances de acerto com as segmentações, e isso diminui muito os custos de conversão.

Qual o passo a passo da campanha de mídia programática?

Afinal, como tudo isso funciona na prática? É aqui que as coisas talvez fiquem um pouco confusas e você pode deparar-se com um conjunto de termos e siglas que, se não for um expert em propaganda, não será tão fácil de entender.

Por isso, o passo a passo a seguir é uma representação do ecossistema da publicidade, desde a marca até o consumidor, com todas as etapas entre eles. Por fim, não se preocupe, porque explicamos abaixo todos os significados.

Planejamento e gerenciamento

Uma marca (aquela que deseja anunciar) opera com uma agência (ou Display Partner) a fim de planejar e gerenciar as campanhas. Nessa etapa está incluída a escolha do formato publicitário e o desenvolvimento do conceito criativo. No entanto, algumas marcas preferem o trabalho de outras agências para isso.

Compra de espaços e otimização

A mesa de compra de mídia (ou Trading Desk) é formada por um time de especialistas, na maioria das vezes parte da agência, que paga pelos espaços e promove a otimização das campanhas.

Acesso ao inventário

Em seguida, eles farão uso de uma DSP (Demand-Side Platform) para ter acesso ao inventário por meio de um mercado aberto que facilita a compra e venda de anúncios, o Ad Exchanges. Acessam também o levantamento por meio do Ad Networks, que são empresas representantes de diversos sites, e além disso se relacionam com veículo e anunciantes para vender espaços de mídia.

Venda dos espaços por parte dos veículos

Essas plataformas de mídia programática também se conectam a uma SSP (Supply-Side Platform), em que os veículos têm a oportunidade de vender seus espaços para todas as marcas.

Combinação das marcas

Por sua vez, tanto a DSP quanto a SSP conversam entre si em tempo real com o objetivo de combinar veículos e marcas apropriados.

Concluindo, o próprio anunciante faz a segmentação do target de seu interesse. Realiza também o upload das peças, além do lance no leilão da compra de espaços. Após isso, o trabalho é com a própria ferramenta, que se encarrega de fazer o restante. Vale destacar que o processo é automatizado, de ponta a ponta.

Por fim, fazer uso da mídia programática traz às agências e marcas diversas vantagens que não eram possíveis de serem alcançadas anteriormente em relação aos outros formatos, como uma capacidade completa de personalização do anúncio, maior flexibilidade de negociação de inventários e entrega de conteúdo segmentado em função das demandas e preferências de cada perfil de usuário.

Se você gostou deste conteúdo e quer ficar por dentro de todos as nossas atualizações em primeira mão, assine agora mesmo a nossa newsletter!