Invista em marketing Médico respeitando as limitações legais

Início » Invista em marketing Médico respeitando as limitações legais

5 / 07 / 2022 | Blog

Não é novidade que o consumidor atual é muito mais exigente e antenado que antigamente. Além disso, as pessoas também estão mais preocupadas com a saúde, de forma geral.

Por conta disso, o Google passou a ser a primeira opção na hora de pesquisar sintomas e encontrar especialistas bem avaliados por outros na web. Isso abre uma ótima oportunidade para que médicos consigam atrair mais pacientes e fideliza-los por meio de estratégias de Marketing bem-feitas.

Marketing Médico

O marketing médico é entendido como um conjunto de ações que podem ser adotadas com objetivo de ampliar o conhecimento sobre o trabalho do profissional, buscar a conquista de mais pacientes e colocar seu negócio em alto potencial, tendo relevância no meio digital. 

Mas para toda a construção desse processo de comunicação, há fundamentos e regularizações a serem seguidas, o que chamamos de Ética Profissional. Duas resoluções embasam: a Resolução CFM nº 1.974/11 e a Resolução CFM nº 2.126/15, são elas que estipulam os limites do marketing e da publicidade como um todo, para os médicos. Abaixo citamos o que não fazer em sua estratégia de marketing: 

Anunciar uma especialidade que você não possui

Além de antiético, é absolutamente proibido pelo Conselho Federal de Medicina anunciar uma especialidade que você não possui para tratar dos pacientes.

Isso é proibido mesmo de forma indireta, talvez por dar a entender que trata de determinados órgãos ou atende pacientes com certas doenças.

Esse tipo de divulgação deve ser feito somente por profissionais devidamente especializados em áreas e funções reconhecidas pelo CFM.

Ter seu nome envolvido em propaganda enganosa

Esse ponto é bastante óbvio para qualquer marca que se preze, mas no marketing médico ele tem implicações ainda mais sérias.

O conceito de propaganda enganosa é muito amplo, por isso você deve tomar cuidado extra sobre a que tipo de marcas e produtos vai associar o seu nome e a imagem do seu consultório.

Afinal, não importa se a iniciativa de fazer propaganda falsa foi sua, a responsabilidade é a mesma só por permitir ser mencionado em promoções assim.

Anunciar aparelhagem como superioridade

Talvez você tenha feito um grande investimento em aparelhos de alta qualidade para o seu consultório, enquanto sabe que outros não tem nem de longe uma estrutura tão boa.

A sua primeira ideia poderia ser divulgar essa aparelhagem como um diferencial, certo? Acontece que isso não é permitido pelo CFM.

Uma boa forma de indicar que possui a estrutura necessária seria indicar a importância desses equipamentos em diagnósticos e tratamentos por meio de conteúdo relevante, como posts de blog abordando o assunto.

Exibir fotos de pacientes

Exibir fotos de pacientes, seja na forma das famosas e selfies ou em comparativos do tipo “Antes e Depois” também é uma prática que vai contra o regulamento do marketing médico.

E caso você esteja se perguntando, mesmo que tenha a permissão dos pacientes isso ainda é proibido.

A ideia é que os pacientes não devem ser expostos a fim de promover um profissional, outros meios podem ser usados para isso.

Divulgar informações que alarmem a sociedade

Um médico poderia divulgar informações que causem grande alarme à sociedade, como a ameaça de uma nova epidemia, a fim de ganhar a credibilidade e respeito da população.

Mas, mesmo que as informações sejam comprovadas cientificamente, o proceder correto seria protocolar em caráter de urgência o motivo da preocupação junto às autoridades competentes.

Consultar, diagnosticar ou prescrever à distância

As redes sociais podem ser usadas no marketing médico, mas é essencial ter em mente que nenhum desses canais deve ser usado para realmente exercer a prática médica.

Ou seja, apesar de servirem como canais de comunicação e aproximação com pacientes e outros interessados, você não pode realizar diagnósticos ou consultas usando o Whatsapp, por exemplo.

Nada substitui a interação pessoal com o paciente, em um ambiente adequado e com a devida aparelhagem para exames mais detalhados.

Divulgar preços dos procedimentos e serviços

Uma das resoluções aborda esse ponto deixando como prática irregular a divulgação de preços. Isso varia desde o preço de procedimentos, a eventuais concessões de descontos, promoções ou outro vínculo e situação que tenha como resultado a atração de clientes por esse meio. 

Além de considerar que são processos muito rigorosos e particulares, de passar por avaliação, ter o contato com o profissional e uma consulta mais detalhada e especializada para ter essas definições.

Doutor, nós podemos cuidar do seu Marketing!

A Motion Publicidade atua há mais de 9 anos atendendo médicos e clínicas. Por isso, o marketing na área da saúde está em nosso DNA. Estamos aqui para ajudar a movimentar sua carreira na internet e a se tornar uma referência.

Fique por dentro das novidades sobre Marketing acessando nosso blog, lá temos uma variedade de conteúdos que irão ajudar na estratégia digital da sua empresa. Acompanhe também o nosso Facebook e Instagram para ficar sempre por dentro das atualizações e novidades do mercado.