Imagine-se nesta situação: você está em casa, depois de um dia de trabalho, navegando em seu celular/notebook e em seu feed aparecem dois tipos de posts – um com texto + imagem e outro com vídeo. Sem nem pensar direito, você rola o feed pelo post com texto e vai direto no conteúdo em vídeo.

Se até você faz isso, imagine seus clientes. E por que, cada vez mais, fazemos isto? Estamos vivendo em plena era da Informação e somos bombardeados por ela de todas as formas, tamanhos, jeitos e em todas as horas de nosso dia; isso faz com que a gente retenha muito menos informações do que recebemos, além de nos deixar saturados e cansados. Assim, nós procuramos pelo que é mais fácil, direto e dinâmico!

A verdade é que os usuários já estão cansados de receber apenas conteúdo que converse com ele por meio de um “movimento de mão única”. Ele quer interagir, conversar, fazer parte e se sentir imerso – o vídeo proporciona isso.

Os números comprovam

Durante 2018, o consumo de produtos audiovisuais cresceu 135% só no Brasil, tornando-se o formato queridinho do público. Além disso, você sabia que nosso país é o segundo com o maior consumo de vídeo no celular no mundo, em quantidade de horas assistidas, atrás apenas da Índia? É isto que informa o relatório anual da Appa Annie.

E nós, brasileiros, amamos vídeos! Na pesquisa Video Viewers 2017, 86% dos entrevistados afirmaram assistir a vídeos online e, desse total, 99% recorrem ao YouTube para buscar conteúdo. Hoje, o YouTube já possui 98 milhões de usuários brasileiros, o que representa 46% de toda a população do Brasil conectada à rede.

E o resto do mundo segue o mesmo caminho que nosso país: segundo uma pesquisa divulgada pelo Cisco, até 2020 82% do tráfego da internet será gerado apenas por vídeos. Isso acontece também devido ao sucesso de redes sociais como o YouTube, Facebook, Vimeo, Twitter e Instagram, entre outras, que têm potencializado em grande escala o uso dos vídeos para entreter, comunicar e vender. O próprio vice presidente do Facebook, Nicola Mendelsohn, afirma que, em 5 anos, provavelmente a plataforma será toda composta por vídeos. “É o melhor jeito de contar histórias no mundo’’, ele completa.

Saiba tudo sobre

Os vídeos estão mudando a forma de consumo de conteúdo na internet e por que não se aproveitar disto?

Basicamente, o video marketing é o uso de qualquer tipo de vídeo em sua estratégia de atração, conversão e retenção de leads/clientes; isso inclui campanhas publicitárias em vídeo, vídeos institucionais, vídeos educacionais, vídeos em email marketing, em sites, webinars, stories no instagram, lives e por aí vai. Um vídeo tem muito mais potencial de engajamento e conversão do que um texto ou uma imagem!

Este tipo de formato tem como objetivo principal ajudar pessoas, que chegaram ao seu canal de comunicação, a entenderem a sua proposta de valor, conhecerem seu produto/serviço e se sentirem confiantes para fazer a compra. Antes o video marketing era uma tendência que estava surgindo, hoje é uma parte essencial das estratégias de marketing das empresas que querem colher ainda mais resultados.

Atualmente, segundo uma pesquisa da Wyzowl:

O vídeo marketing é o formato de conteúdo que passa mais pessoalidade ao público! Os consumidores não querem mais se identificar só com um nome e uma logo, eles buscam se conectar com aquilo que combine e pareça com eles. E mais que isso, estão sempre em busca de informações cada vez mais reais para tomar boas decisões. E é por isso que esta estratégia tem dado tão certo!

É o que o cliente quer

O vídeo é um material de fácil consumo, que não exige grande esforço do público para ser aproveitado e que pode ser consumido em qualquer lugar e hora, e cada vez mais o público tem preferido por este formato! Uma pesquisa feita pela Wyzowl constatou: 79% dos consumidores preferem assistir a um vídeo sobre determinado produto do que ler sobre ele; 84% já foram convencidos a fazer uma compra depois de ver um vídeo; 91% já assistiram algum vídeo explicativo sobre um produto ou serviço e 90% acreditam que um vídeo torna qualquer conteúdo mais relevante.

Também há uma explicação científica para isto: nosso cérebro prefere imagens! Nosso cérebro é visual, por isso sempre prefere conteúdos em imagem, e se for em vídeo melhor ainda. Estima-se que o cérebro humano processe vídeos 60 mil vezes mais rápido que texto. Além disso, vídeos conseguem explicar assuntos técnicos e complexos de forma muito mais rápida e dinâmica que apenas textos. Isto porquê  vídeos reúnem alguns elementos indispensáveis que auxiliam na didática e aprendizagem: audição + visão + interação; essa conta simples tornam os vídeos um conteúdo de fácil consumo, com capacidade de atingir todos os públicos e em vários canais diferentes.

E o melhor é que os vídeos podem ser inseridos em qualquer etapa da jornada do cliente. Não importa se está no topo, meio ou fundo do funil, nem se o canal usado é um blog, página de produto, rede social ou e-mail: os vídeos fazem efeito se forem planejados e usados com sabedoria!

Porquê você deve investir no vídeo marketing

Os vídeos são o conteúdo do futuro! Eles já são uma realidade muito presentes no  agora e se tornarão ainda mais importantes para as estratégias futuras; vários estudos mostram que mais da metade das empresas nos EUA já estão fazendo uso de vídeos para alavancar suas vendas e fortalecer seus posicionamentos de marca.

Nós já te demos alguns motivos, durante o texto, para aderir à esta tendência e se você ainda não foi convencido, lhe daremos mais alguns fatos:

Melhora a posição do seu site no Google: Dados divulgado pela Rock Content afirmam que as páginas com vídeo são 53 vezes mais propensas a se classificarem na primeira página de busca orgânica do Google.

Engaja mais que texto e fotos: O vídeo é o formato preferido dos usuários de redes sociais, além de criar mais proximidade com quem está assistindo, transmite mais credibilidade para o conteúdo transmitido. Na América Latina, as postagens de vídeo no Facebook são comentadas quase que duas vezes mais, e compartilhadas mais do que as postagens normais, segundo dados da ComScore.

Aumenta a taxa de abertura de e-mails: Usar vídeos em seu e-mail marketing pode aumentar em até 71% as taxas de abertura e até 83% as taxas de clique, segundo a GetResponse. Só só de usar a palavra “vídeo” no assunto do seu e-mail, as taxas de abertura podem aumentar em 19% e as de clique em 65%!

Aumento de tráfego orgânico: Segundo um estudo intitulado The State of Video Marketing 2017, feito pela Wyzowl, 76% das empresas que usam vídeo marketing acreditam que ele aumentou seu tráfego orgânico.

ROI positivo: Uma pesquisa do Aberdeen Group determinou que as empresas que investem no uso de vídeos como parte da estratégia conseguem 66% mais leads qualificados por ano e 54% de aumento no Brand Awareness. A pesquisa Social Vídeo Forecast, da Animoto, concluiu que 76.5% dos pequenos negócios que usam vídeos consideram que a estratégia tem impacto direto em suas operações.

Viu como simples vídeos podem trazer resultados extraordinários? O melhor momento para começar a apostar nessa estratégia é hoje mesmo. E não importa se você é o dono de uma pequena, média ou grande empresa, para começar basta apenas de um celular com uma boa câmera, um tripé e muita vontade de inovar e vender! É claro que cada produção exigirá esforços e investimentos diferentes, e com o tempo você vai descobrindo como se comunicar e produzir seus vídeos. Então, comece conversando com sua audiência e, aos poucos, vá explorando o universo da produção de vídeos.

Gostou das informações sobre a importância do vídeo marketing para a sua empresa, mas não faz ideia de como começar? Confira o nosso conteúdo e saiba por quê começar já! Aqui na Motion Publicidade, trabalhamos com audiovisual há um bom tempo e possuímos a expertise necessária para ajudar a sua empresa nesta jornada! Entre em contato conosco e marque uma conversa!