Talvez você não saiba, mas um dos principais desafios na rotina de milhares de empreendedores é estabelecer um bom controle de fluxo de caixa na empresa. Porém, você sabe o que isso significa e o quanto influencia na sua tomada de decisão?

O fluxo de caixa é uma das ferramentas mais importantes na gestão financeira de uma empresa, pois serve para monitorar o movimento da entrada e saída de recursos do seu negócio. Fazer um bom gerenciamento desses dados pode impactar positivamente nas finanças e proporcionar um crescimento gradativo diante do mercado que atua.

Sendo assim, preparamos uma lista com oito soluções fundamentais para você potencializar o seu controle de fluxo de caixa e enxergar perspectivas melhores a curto e longo prazo. Acompanhe a leitura e confira!

1. Avalie quais são as principais despesas e custos

Antes de fazer qualquer registro das atividades financeiras da sua empresa, é preciso definir quais são as despesas e custos essenciais para manter o seu negócio a pleno vapor. As despesas estão relacionadas aos gastos para administrar o seu empreendimento, tais como a área comercial, os tipos de marketing, o RH etc.

Já os custos estão diretamente ligados aos gastos necessários para produzir os bens de consumo ou serviços que são disponibilizados aos seus clientes. Uma loja de calçados, por exemplo, precisa controlar o fluxo de caixa da matéria-prima, a energia utilizada, os salários dos funcionários e demais encargos.

2. Defina uma rotina e siga à risca

Entenda que para estabelecer um bom controle de fluxo de caixa é preciso ter planejamento e organização, afinal, é a saúde financeira da sua empresa que está em jogo. É possível definir vários modos de realizar essa gestão, mas sempre conforme as necessidades da empresa.

Você pode estipular um controle diário, semanal, mensal ou anual, no entanto, é importante seguir rigorosamente o preenchimento dos dados, pois a ausência de algum registro pode impactar no seu fluxo de caixa. Realizar esse processo auxilia a sua empresa a ter um planejamento melhor e prever situações adversas.

3. Mantenha os dados atualizados

Sabemos que controlar os dados dos clientes é um dos grandes desafios do marketing, mas quando se trata da contabilidade, manter os dados atualizados do fluxo de caixa se torna tão ou mais importante. Qualquer informação que não esteja coerente com a realidade da empresa pode ocasionar sérios prejuízos nas contas.

É fundamental registrar e categorizar cada dado para que haja um planejamento eficiente dos recursos de entrada e saída, até para ter uma noção da origem de cada valor e o impacto que terá em seu balanço patrimonial. Fazer essa atualização constante ajuda também a evitar o desperdício de dinheiro.

4. Gerencie o seu estoque

Por mais que você queira se precaver e deixar o estoque cheio, entenda que o comportamento do consumidor é inconstante ao longo da jornada de compra. Tenha sempre atenção em relação a esse setor, pois ele é de suma importância para otimizar o fluxo de caixa e, naturalmente, garantir a segurança do seu capital de giro.

Compreenda que o dinheiro investido no estoque pode fazer com que a sua empresa perca oportunidades valiosas em demais setores, como a pesquisa e desenvolvimento de produtos inovadores, por exemplo. Verifique qual o valor empregado em seu estoque e, se possível, mescle as informações com outros pontos de venda.

5. Compare as entradas e saídas de períodos anteriores

A partir do momento que você já estabeleceu uma organização dos dados, torna-se interessante fazer comparações para entender como funciona o seu fluxo de caixa ao longo de um período. Essa análise é essencial para identificar se a empresa está gastando muito com determinado serviço em detrimento ao outro e equilibrar as finanças.

É possível também monitorar como anda a movimentação das vendas e, a partir desses dados, investir melhor no marketing de seus produtos ou serviços. Contar com uma visão estratégica sobre o seu negócio é fundamental para aumentar as vendas, atrair mais clientes e, inclusive, ser reconhecido no mercado.

6. Utilize a tecnologia a seu favor

Vivemos em uma época extremamente tecnológica e isso é um fato inquestionável, todavia, do que adianta fazer parte disso e não usar em seu negócio? Caso o seu controle de fluxo de caixa demande muitas informações, torna-se mais viável preencher esses dados por meio de sistemas de gestão empresarial.

Quando você integra o seu setor financeiro com outras áreas da empresa, a otimização de tempo é notória, além de ser possível escalonar o negócio de maneira eficaz. Existem diversos softwares especializados em serviços financeiros e com várias funcionalidades diferentes, resta identificar qual se encaixa no seu perfil de negócio.

7. Saiba qual é a sazonalidade de suas vendas

Um bom empreendedor precisa utilizar bem as suas forças para aproveitar as oportunidades que surgem durante o ano e que podem potencializar as vendas. Para se ter um controle de fluxo de caixa prudente é essencial acompanhar o ritmo das datas mais importantes do varejo.

Quem trabalha com comércio sabe muito bem que, em determinadas épocas do ano, o número de vendas aumenta consideravelmente. Por isso, monitore se há um padrão em algumas datas e preencha regularmente em seu fluxo, pois isso vai ajudá-lo a ter um controle melhor do estoque e em suas campanhas de marketing.

8. Seja realista quanto ao seu capital de giro

Mesmo que o seu comércio esteja navegando de vento em popa, descuidar do lado financeiro pode levar você para uma tempestade de dívidas. É preciso encarar a realidade, verificar quais são as suas possibilidades de crescimento e o que conta em seu capital de giro para manter a sua empresa funcionando.

Verifique os prazos de pagamentos e recebimentos e busque soluções constantes para equilibrar os recursos da empresa, a fim de ficar sempre com as contas no azul. Com o pensamento direcionado e consciente sobre o assunto, você poderá investir, por exemplo, na gestão de redes sociais, marketing de conteúdo e demais estratégias.

Para finalizarmos, não podemos deixar de enfatizar que é fundamental sempre realizar o controle de fluxo de caixa, pois essa prática será benéfica para a saúde financeira da sua empresa e permitirá que você administre melhor o seu negócio.

Gostou dessa lista de soluções que apresentamos? Quer conhecer um pouco mais do nosso trabalho e ficar de olho em outros conteúdos? Então curta a nossa página no Facebook e nos prestigie no mundo digital!