Sua empresa tem seu perfil comercial nas principais plataformas? Boa! Sua empresa alimenta regularmente suas páginas? Ótimo! Você realmente presta atenção e planeja o conteúdo que irá postar em suas redes? Não? Então, te avisamos que é melhor começar…

Estar nas redes sociais é muito importante para a sobrevivência e vendas de qualquer empresa, principalmente das pequenas e médias; porém, quando não há planejamento, continuidade e o conteúdo é publicado a esmo, é mais fácil afastar os clientes, do que atrair. Por isso, é preciso se atentar em como você alimenta a página da sua empresa nas redes sociais! 

Quando você publica um conteúdo ruim em suas redes sociais, você corre o risco de atrapalhar todo o trabalho que você teve para construir sua presença e estabelecer conexão com seu público. Pensando nisso, a Motion Publicidade separou 10 conteúdos para sua empresa não postar nas redes sociais. Veja nossa lista abaixo e se atualize! 

1 – Vendas, vendas e vendas

Este é um dos erros mais comuns. Não é porquê sua empresa tem um perfil que ele deve virar um folheto online. Uma timeline com apenas promoções, ofertas e frases apelativas são pouco atrativos para o público, geram baixo engajamento e enchem o saco. Sim, seus clientes querem saber da sua empresa e de seu serviço/produto, mas eles não querem um feed lotado de propaganda todos os dias. O recomendado é sempre diversificar, alternar entre conteúdos comerciais, diferentes e até de outras fontes. Também tente humanizar sua empresa com posts mais leves, descontraídos e mostrando quem está por trás do trabalho.

2 – Político ou religioso

Você possui suas crenças e seu posicionamento, assim como todo mundo, mas esse tipo de opinião e conteúdo você deixa para o seu perfil pessoal. Religião e política são dois temas que as pessoas sempre irão reagir de maneira enérgica; ademais, sempre que você postar um conteúdo que seja abertamente político ou religioso, ou até de uma forma mais sutil, você não irá se conectar com todo o seu público, será irrelevante ou ofensivo para aqueles que não tem o mesmo ponto de vista, e pode até perder clientes, pois há grandes chances de seus maiores clientes, terem uma visão bem diferente da sua. 

3 – Memes ou virais que já passaram

Se aproveitar de memes, acontecimentos, notícias e tendências realmente funciona para alimentar sua página e gerar engajamento, mas apenas se for postado no mesmo dia, ou, no máximo, no dia seguinte. Empresas como McDonald’s, Burger King, entre outras, geralmente fazem isso, mas elas sempre aproveitam o timing. É muito tentador compartilhar algum meme ou conteúdo viral quando se está com pouco tempo e o feed parece vazio. Mas é melhor evitar, pois as chances de que seu público já tenha visto são grandes e ao repostar, você não terá engajamento e ficará com cara de atrasado. A solução para isso é planejar seu conteúdo com antecedência para que nunca falte algo para seu público. Mas assim que aparecer uma chance de produzir um conteúdo viral, aproveite! Mas lembre-se: tem que ser no mesmo dia! 

4 – Conteúdos com erros ortográficos e gramaticais

A gente sabe, vez ou outra, deixamos um erro passar, postamos sem querer e só percebemos no dia seguinte. É um erro normal, mas devemos nos atentar. Quando erros de digitação ou gramaticais sérios começam a virar comuns, vai parecer que sua empresa não se importa, não presta atenção, é desleixada e fará você perder a credibilidade. Quando estiver criando seus posts, sempre revise atentamente antes de publicar e compartilhe com um colega para ele checar também.

5 – O mesmo conteúdo em todas as plataformas 

Estar nas principais plataformas sociais pode fazer a diferença para a sua empresa, mas também requer atenção, pois cada rede social possui uma linguagem e público diferentes. As empresas devem ter isso em mente ao produzir conteúdo. É importante para a construção da marca na internet que ela crie materiais criativos e diferenciados, feitos especialmente para cada rede social, pois ninguém gosta de ver as mesmas coisas em todos perfis, cansa e faz com que seu cliente siga só uma das páginas. No Instagram, por exemplo, publique fotos bem produzidas e utilize hashtags; no Facebook, capriche no texto e poste vídeos; já no Linkedin, use um tom mais profissional. E assim por diante, você adapta sua linguagem de acordo com a plataforma. 

6 – Conteúdos inconsistentes com a persona e a marca

Lembre-se que para o seu nicho há um público específico e se você não se comunica como ele, ou posta coisas diferentes dos valores da sua empresa, é muito provável que você esteja afastando seus principais clientes. Quando estiver planejando seus próximos posts, relembre as personas da sua marca, pense no que eles estariam dizendo e fazendo nas redes sociais. Certifique-se de que o conteúdo criado está o mais próximo possível desse público; estude bem suas personas e seus objetivos, problemas, hábitos, assuntos de interesse, etc.

7 – Materiais de outros como se fosse seu

O famoso “kibe”, no linguajar da internet. Toda vez que você publicar um conteúdo de outra pessoa sem dar os devidos créditos a ela – seja imagens, vídeos, citações ou ideias originais – você está correndo riscos legais e pessoais. Primeiramente, há corre o risco de alguém perceber e chamar sua empresa de copiadora e não original. Em segundo lugar, você corre o risco de receber uma ação de direitos autorais por estar usando um conteúdo sem autorização prévia. Por educação e bom senso, sempre dê créditos a quem criou se o material postado não for seu.

8 – O mesmo formato sempre

Se você nunca testar outros formatos, e continuar focando apenas em textos e artes usuais, como saberá do que seu público gosta e se identifica? Isso também atrapalha o engajamento e crescimento da sua página. Os usuários têm gostos e formas de uso diferentes das redes sociais, alguns preferem fotos, outros vídeos, outros de lives, outros artes mais trabalhadas, outros conteúdos mais humanizados e por aí vai. E você deve investir nisso! Com um bom planejamento, você consegue separar e criar bem cada conteúdo e formato. 

9 – Hashtags demais

As hashtags são super úteis: ajudam a aumentar a visibilidade e a capacidade de compartilhamento de seu conteúdo, permitem que você amplie seu público-alvo e abre seu conteúdo para ainda mais pessoas. Porém, elas não devem ser usadas em excesso e nem de qualquer forma. Quando você usa #’s demais e somente as mais populares, o algoritmo do Instagram, por exemplo, verifica isso e altera o alcance de seu post. Use 5 hashtags, no máximo, por post, evite repetí-las e busque por #’s específicas para seu nicho e que estejam alinhadas com o conteúdo do seu post.

10 – Vídeos e imagens de má qualidade 

Imagens (e vídeos) valem mais do que mil palavras, então valorize também! As imagens são parte fundamental na comunicação da sua empresa. Imagens de baixa qualidade, inadequadas ou com pouco apelo não irão impactar seu público, na verdade, pode afastá-los e você pode até virar motivo de chacota. Isso vale para fundos de perfis, imagens de capa, de campanha, de postagens, etc. 

Esperamos que depois dessa lista, você repense como tem alimentado o perfil da sua empresa e dê um UP na comunicação de seu negócio. Para isso, conte com a ajuda de quem entende! Aqui na Motion Publicidade, a comunicação é o nosso negócio e ficaremos contentes em ajudar sua empresa desde o planejamento estratégico, criação, programação, layout, conteúdos otimizados, até o resultado e análise final. Entre em contato conosco e marque uma conversa!